Base da Filosofia

http://www.facebook.com/wellingtonsversut

Filosofia das Ciências - Missão 25 - Popper - falseacionismo

Ler de modo filosófico textos de diferentes estruturas e registros (PCNs, página 64)
http://oterra.blogspot.com.br/2012/04/einstein-estava-certo-o-universo-esta.html
Filosofia das Ciências
Tema: falseacionismo
Questões Centrais: É possível  refutar pela experiência um sistema científico empírico?
Filósofo: Popper (1902 - 1994)
Obras: A Lógica da Investigação Científica (1935) e Conjecturas e Refutações (1969)

Biografia


Popper, K. R. (Viena, 28 de Julho de 1902 — Londres, 17 de Setembro de 1994) foi um filósofo da ciência austríaco naturalizado britânico. É considerado por muitos como o filósofo mais influente do século XX a tematizar a ciência. Foi também um filósofo social e político de estatura considerável, um grande defensor da democracia liberal e um oponente implacável do totalitarismo.
Ele é talvez melhor conhecido pela sua defesa da falseabilidade como um critério da demarcação entre a ciência e a não-ciência, e pela sua defesa da sociedade aberta.

Ler textos filosóficos de modo significativo (PCNs)

A Lógica da Investigação Científica (1935)

Um cientista, seja teórico seja experimental, propõe enunciado, ou sistemas de enunciados, e testa-os passo a passo. No campo das ciências empíricas, mais particularmente, constrói hipóteses de teorias e testa-as com a experiência por meio da observação e do experimento.
Sugiro que é tarefa da lógica da investigação científica apresentar uma análise desse procedimento; isto é.analisar o método das ciências empíricas. (...)
Contudo, certamente, admitirei um sistema como empírico ou científico somente se ele for suscetível de ser testado pela experiência. Estas considerações sugerem que se deve considerar como um critério de demarcação, não a verificabilidade, mas a falseabilidade de um sistema. Em outras palavras, não exigirei de um sistema científico que ele seja suscetível de ser selecionado, de uma vez por todas, em um sentido positivo; mas requererei que sua forma lógica seja tal que ele possa ser selecionado, por meio de testes empíricos, em um sentido negativo: deve ser possível refutar pela experiência um sistema científico empírico. (...)
A ciência não é um sistema de enunciados certos, bem estabelecidos; nem é um sistema que avança firmemente em direção a um estado definitivo. Nossa ciência não é conhecimento (espisteme): ela nunca pode pretender ter atingido a verdade, ou mesmo um substituto para ela, tal como a probabilidade. No entanto, a ciência tem um valor que excede a mera sobrevivência biológica. Ela não é apenas um instrumento útil. Embora não possa atingir nem a verdade nem a probabilidade, o esforço para a obtenção do conhecimento e a procura da verdade ainda são os motivos mais fortes da descoberta científica. (...)
Qualquer afirmação científica empírica pode ser apresentada (descrevendo-se os arranjos experimentais, etc.) de forma que qualquer um que tenha aprendido as técnicas relevantes possa testá-las. (...) O que ele deve fazer é formular uma asserção que contradiga a nossa, e nos fornecer instruções para testá-la. Se ele deixar de fazer isto, nós podemos apenas pedir que dê uma nova e talvez mais cuidadosa olhada em nosso experimento e pense novamente. (...)
A base empírica de uma ciência objetiva não tem assim nada de “absoluto”. A ciência não repousa sobre um sólido leito pedregoso. A audaciosa estrutura de suas teorias ergue-se como se estivesse sobre um pântano. Ela é como um prédio construído sobre estacas. Estas são impulsionadas para baixo no pântano, mas não para alguma base natural ou “dada”; e se pararmos de impulsionar as estacas mais para o fundo não é porque alcançamos solo firme. Nós simplesmente paramos quando ficamos satisfeitos pelas estacas estarem suficientemente firmes para aguentar a estrutura, ao menos por um tempo.

Conjecturas e Refutações (1969)

Eu posso, portanto admitir alegremente que falsificacionistas (como eu) preferem uma tentativa de resolver um problema interessante por uma conjectura audaciosa, mesmo (e especialmente) se ela logo se revela falsa, a alguma récita da sequência de truísmos irrelevantes. Preferimos isto porque acreditamos que esta é a maneira pela qual podemos aprender com nossos erros; e porque ao descobrirmos que nossa conjectura era falsa podemos ter aprendido muito sobre a verdade, e teremos chegado mais perto dela.

Dicionário Filosófico

Falseabilidade - Para uma asserção ser refutável ou falseável, em princípio será possível fazer uma observação ou fazer uma experiência física que tente mostrar que essa asserção é falsa.
Por exemplo, a asserção "todos os corvos são pretos" poderia ser falsificada pela observação de um corvo branco.

Elaborar por escrito o que foi apropriado de modo reflexivo (PCNs)
1 - "Um cientista, seja teórico seja experimental, propõe enunciado, ou sistemas de enunciados, e testa-os passo a passo. No campo das ciências empíricas, mais particularmente, constrói hipóteses de teorias e testa-as com a experiência por meio da observação e do experimento".
Cosmos - Episódio 01 - Carl Sagan
a) De acordo com o vídeo, como Eratóstenes concluiu a questão da diferença nas sombras entre Siena e Alexandria no Egito que aconteciam no mesmo instante?
(     ) de que a Terra é plana
(     ) de que a Terra é curva
b) Segundo Popper como o Solstício de Inverno no Hemisfério Sul em 20 de junho de 2020 seria falseado conforme a tabela abaixo?
(   ) Neste dia realmente o Sol atingirá a maior declinação em latitude em relação à linha do Equador.
(   ) Neste dia o comportamento dos astros será como todos os outros dias sem alterações.
2 – Popper, admite um sistema como empírico ou científico somente se ele for suscetível de ser:
(     ) testado pela tradição               (     ) testado pela autoridade           (     ) testado pela experiência
3 – Segundo o filósofo o que se deve considerar como um critério de demarcação de um sistema científico?
(     ) a verificabilidade                     (     ) a falseabilidade                        (     ) a aplicabilidade
4 – Popper diz que não defende a ideia onde um sistema científico seja suscetível de ser selecionado em um sentido positivo; porém defende que sua forma lógica seja tal que ele possa ser selecionado, por meio de testes empíricos, em um sentido negativo. Que sentido negativo é este?
5 – Os motivos mais fortes na descoberta científica é o esforço na obtenção do _________________________________ (conhecimento / reconhecimento) e a procura da _________________________________ (verdade / capacidade).
6 – Porém, os objetivos da questão anterior podem ser atingidos de maneira definitiva, de modo absoluto, inclusive a probabilidade?
(     ) sim                                (     ) não
7 – Qualquer afirmação científica empírica pode ser apresentada (descrevendo-se os arranjos experimentais, etc.) de forma que qualquer um que tenha aprendido as técnicas relevantes possa testá-las. Faça as atividades propostas para o modelo do universo neste site:
8 – “A ciência não repousa sobre um sólido leito pedregoso. A audaciosa estrutura de suas teorias ergue-se como se estivesse sobre um pântano. Ela é como um prédio construído sobre estacas.” A descoberta ocorrida em meados dos anos de 1920 por Edwin Hubble, rapidamente se constituiu em uma das grandes descobertas científicas do século XX. Juntamente com a teoria da relatividade geral, proposta por Albert Einstein, estas duas descobertas foram fundamentais para o desenvolvimento da moderna cosmologia. (SOUZA, Ronaldo).  Qual destes dois modelos de desenvolvimento do universo mostrou-se insustentável aos testes e foi falseado?
(     ) Universo estacionário                (     ) Universo em expansão (inflacionário)
9 – Leia o dicionário filosófico e escreva o que é preciso fazer para que uma asserção (proposição) seja refutável ou falseável.
10 – Assinale a frase que não falsearia a seguinte lei de Newton: “Todo corpo continua em seu estado de repouso, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças imprimidas sobre ele”.
a) Uma bola (corpo) está parada no meio de campo e, ao ser chutada pelo zagueiro (forças imprimidas), foi parar na área adversária.
b) Uma folha de papel (corpo) ficou imóvel sobre a mesa, mesmo recebendo uma forte ventania (forças imprimidas).
c) O carrinho de supermercado (corpo) está se movendo sozinho, sem nenhum tipo de força que o fizesse sair do lugar.
d) O carro na garagem de casa (corpo) não se moveu, mesmo quando foi puxado por um guincho (forças imprimidas) por meio de uma corda.
e) O aparelho celular (corpo) ficou suspenso no ar ao ser atirado (forças imprimidas) no chão.
11 - (UNICENTRO-2010) De acordo com seus conhecimentos sobre o tema, qual das alternativas abaixo caracteriza a ciência contemporânea para Karl Popper?
a) Para Popper, o que garante a verdade do discurso científico é sua condição de refutabilidade: quando uma teoria resiste à refutação, ela é corroborada. Assim, não é a explicação e a justificação de sua teoria que deve preocupar o cientista, mas sim o levantamento de possíveis teorias que a refutem.
b) Popper abandonou o empirismo para dedicar-se ao chamado anarquismo epistemológico. Defende o pluralismo metodológico e critica as posições positivistas e as metodologias normativas adotadas pela ciência contemporânea.
c) Popper nega que o desenvolvimento da ciência tenha sido levado a efeito pelo ideal de refutação. Segundo o autor, a ciência progride pela tradição intelectual representada pelo conceito de paradigma.
d) De acordo com Popper, o homem está convencido de sua capacidade de conhecer o mundo pela ciência. A concepção de ciência do autor tem como pressuposto o mecanicismo e o determinismo.
e) Popper elaborou o primeiro exemplo de teoria científica encontrado na ciência moderna: a teoria da gravitação universal, fazendo da fisiologia uma ciência positiva, tendo por modelo o método experimental da física e da química.

Hora Certa

Total de visualizações de página