Base da Filosofia

http://www.facebook.com/wellingtonsversut

Filosofia do Conhecimento - Missão 15 - Aristóteles - potência e ato

Ler de modo filosófico textos de diferentes estruturas e registros (PCNs, página 64)


Sementes de Ipê (potência)
Ipê (ato)
http://anna-wwwelascom.blogspot.com/2009/11/ipe-amarelo-desconheco-autoria.html
Acesso em 2 de janeiro de 2012
Filosofia do Conhecimento
Temas: a potência e o ato
Questão Central: Como se dá a passagem de um contrário a outro?
Filósofo: Aristóteles (384 – 322 a.C.).
Obras: Física e Metafísica

Biografia
Aristóteles nasceu em Estagira, na Calcídica (384 – 322 a.C.). Filósofo grego, aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande, é considerado um dos maiores pensadores de todos os tempos e criador do pensamento lógico.
Ele está entre os mais influentes filósofos gregos, junto com Sócrates e Platão, que transformaram a filosofia pré-socrática, construindo um dos principais fundamentos da filosofia ocidental. Aristóteles prestou contribuições fundantes em diversas áreas do conhecimento humano, destacando-se: ética, política, física, metafísica, lógica, psicologia, poesia, retórica, zoologia, biologia, história natural. É considerado por muitos o filósofo que mais influenciou o pensamento ocidental.

Ler textos filosóficos de modo significativo (PCNs)

Física
(...)
Logo, existem tantas espécies de movimento quantas espécies de Ser. Tendo em conta a distinção, relativamente a cada gênero, daquilo que existe em ato e daquilo que existe em potência, o movimento é o ato daquilo que existe em potência enquanto tal; por exemplo, do alterável enquanto tal, o ato é a alteração; daquilo que é suscetível de crescimento e diminuição (o ato) é o próprio crescimento ou diminuição; do gerável e corruptível, é geração e corrupção; daquilo que é móvel quanto ao lugar, é movimento local.

Metafísica
O ato é, portanto, o fato de uma coisa existir em realidade,e não do modo como dizemos que existe em potência, quando dizemos, por exemplo, que Hermes (estátua) está em potência na madeira, ou a semi-reta na reta inteira porque poderia ser tirada dela; ou quando chamamos sábio em potência aquele que não especula, mesmo que tenha a capacidade de especular, pois bem: esta outra maneira de existir é a existência em ato. A noção de ato que propomos pode ser elucidada pela indução, com a ajuda de exemplos particulares, sem que se deva tentar definir tudo, mas contentando-se com a analogia: o ato será então como o ser que constrói em relação ao que possui a faculdade de construir, o que está acordado em relação ao que dorme, o que vê em relação a quem tem os olhos fechados mas possui a vista, o que está elaborado em relação ao que não está elaborado. Damos o nome de ato ao primeiro membro destas relações, o outro membro, é a potência. (...) Com efeito, o ato é tomado ora como o movimento relativamente à potência, ora como a substância relativamente a alguma matéria.
(...)

Dicionário Filosófico

Potência – Em um sentido genérico, possibilidade, faculdade. Na filosofia aristotélica e na escolástica, a noção de potência opõe-se à de ato, caracterizando o estado virtual do ser. Há várias formas de se dizer que algo está em potência. Um fruto está em potência na semente já que na natureza da semente há a possibilidade de esta gerar o fruto, ou seja como um desenvolvimento natural. A estátua de Hermes está em potência no bloco de madeira, já que este contém a possibilidade de ser transformada em uma estátua.
Ato e Potência
"O despertar do escravo"
Michelangelo
http://jornaldoporao.files.wordpress.com/2012/08/michelangelo-escravo-despertando-c-1530-1534-mc3a1rmore-267cm.jpg
Ato – lat. actum: fato realizado) 1. Todo exercício voluntário de poder material, ou espiritual, por parte do homem. Ex.: ato de coragem, ato de violência etc. 2. Um ser em ato é um ser plenamente realizado, por oposição a um ser em potência de devir ou em potencialidade (Aristóteles). Ex.: a planta é o ato da semente, que permanece em potência enquanto não for plantada.

Elaborar por escrito o que foi apropriado de modo reflexivo (PCNs)

1 - Segundo Aristóteles, o que é movimento? Dê um exemplo.
2 - A noção de ato proposta por Aristóteles pode ser elucidada por qual método de raciocínio?
          (   ) dedução                        (   ) indução
3 - O ato é o movimento relativamente à potência, mas também pode ser _______________________ relativamente a alguma matéria.
4 - (UFU – 2008) Aristóteles (384 a.C. – 322 a.C), apesar de ter sido discípulo de Platão, criou sua própria filosofia. Uma das diferenças marcantes entre os dois é a importância dada aos fenômenos naturais do chamado mundo sensível. No mundo sensível, a mudança é constante, característica que Aristóteles procura explicar a partir das concepções de matéria, forma, potência e ato.
Com base nos seus conhecimentos e no texto acima, assinale a alternativa que define corretamente a concepção aristotélica de ato e potência.
A) A potência e o ato são conceitos que não se referem, de fato, às coisas materiais sujeitas à transformação.
B) A potência é o momento presente, atual da matéria; ato é o que ela poderá vir a fazer.
C) A potência e o ato não se relacionam com a matéria.
D) A potência é o que a matéria virá a ser, seu devir, o princípio do movimento; ato é aquilo que elaé no presente.
5 - No início desta "postagem" temos a imagem de algumas sementes (potência) que transformou-se em uma frondosa árvore (ato). Pesquise outro exemplo com imagens que mostre a relação de movimento potência/ato.

Hora Certa

Total de visualizações de página