Base da Filosofia

http://www.facebook.com/wellingtonsversut

Filosofia da Moral ou Ética - Missão 11 - Nietzsche - o eterno retorno

Ler de modo filosófico textos de diferentes estruturas e registros (PCNs, página 64)


Maria José, uma menina de 5 anos de idade, é levada a largar os estudos para trabalhar. Enquanto trabalha, ela cresce, casa, tem filhos, envelhece. Será que Maria gostaria que seu modo de vida se repetisse inúmeras vezes?

Enviado por em 13/12/2011


Enviado por em 15/08/2009

Filosofia da Moral ou Ética
Temas: o eterno retorno / amor fati 
Questão Central: Você gostaria que a sua vida, como a vives agora, se repita inúmeras vezes?
Filósofo: Nietzsche (1844 – 1900)
Obra: A Gaia Ciência (1882)

Biografia

Friedrich Nietzsche (1844 – 1900) foi um influente filósofo alemão do século XIX e um dos que mais influenciou o pensamento contemporâneo. Estudou nas Universidades de Bonn e Leipzig., tornando-se em 1868 professor de filologia grega na Universidade de Basiléia (Suíça). Em 1879, sentindo-se doente, abandonou a vida acadêmica, empreendendo uma série de viagens pela Suíça, Itália e sul da França. Em 1889, sofreu uma crise de loucura da qual não se recuperou até a morte.

Ler textos filosóficos de modo significativo (PCNs)

A Gaia Ciência (1882)

O que aconteceria se, um dia ou uma noite, um demônio se esgueirasse furtivamente na mais solitária das tuas solidões e te dissesse: “Esta vida, assim como a vives agora e a vivestes, terás de vivê-la novamente infinitas vezes e nela não haveria nada de novo, mas retornarão a ti cada dor e cada prazer, cada pensamento e suspiro, cada coisa indizivelmente pequena ou grande da tua vida, e tudo na mesma seqüência e sucessão, como esta aranha e este luar por entre os ramos e também este instante e eu mesmo. A eterna ampulheta da existência será novamente virada e tu com ela, grão de poeira!”.
Não te lançarias ao chão, rangendo os dentes e maldizendo o demônio que assim te falou? Ou então, talvez tendo vivido alguma vez um instante tão imenso, seria esta a tua resposta: “Tu és um Deus e nunca ouvi nada mais divino?”.
Se esse pensamento ganhasse poder sobre ti, assim como és agora, ele te faria sofrer uma metamorfose e talvez te triturasse. A pergunta para qualquer coisa – “Queres isso mais uma vez e ainda inúmeras vezes?”, – pesaria sobre o teu modo de agir como o maior dos pesos! Ou, então, quanto terias que amar a ti mesmo e à vida, para não desejar nada mais que esta última e eterna confirmação, esta chancela?

Dicionário Filosófico

Amor fati – Para Nietzsche, "amor fati" é amar o inevitável, amar o destino, amar o justo e o injusto, o próprio amor e o desamor. Ou seja,"ser, antes de tudo, um forte", sem se reclamar da vida, sendo indiferente ao sofrimento. Uma retomada do antigo pensamento grego dos filósofos estóicos.


Eterno retorno – se num processo que se faz recorrente nada acontece por acaso, tudo deve se repetir.

Surgir, desenvolver, declinar e extinguir; será este o ciclo eterno da vida?
http://www.ibiblio.org/wm/paint/auth/baldung/ages/ages-man-graces.jpg
Acesso em: 20 de janeiro de 2012
Elaborar por escrito o que foi apropriado de modo reflexivo (PCNs)

1 – 

Hora Certa

Total de visualizações de página